8 de dezembro de 2006

Dia Maldito

Os pés ardem de tanto andar pelas subidas e descidas da cidade. "Salto alto é uma desgraça" - na cabeça aquele remorso de ter achado bonito um trambolho daquele que só causa dor, cansaço e bolhas nos pés - "Dia maldito. Pra quê tudo isso?"
É entrar no trabalho e o céu desaba lá fora. "Sorte que eu cheguei antes". Sorte? Sei lá, pode ser que continue a mesma coisa até a hora de ir embora... Aguenta ficar enxarcando até vir o ônibus? E depois o outro?
Aguenta. Tem que aguentar.
A natureza é realmente muito estranha. Por que é que só chove quando não tem que chover?!
As mulheres são realmente muito estranhas. Por que é que escolhem os piores sapatos nos piores dias?!
"Dia maltito. Pra quê tudo isso?"
E no chegar em casa a chuva passa, tira o sapato que a dor passa, se enxuga e deita que a raiva passa, o tempo passa e as coisas acontecem outra vez.

2 comentários:

Snaga disse...

Ah, chuva até que é bom! Na hora de ir embora, tira o sapato e vai descalça dançando sob a chuva!!! =D

Anônimo disse...

hmmmm esse achei bleeh
mas só por alguns trechos..

do meio pro final ta bem legal =)
(degrade)