8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher...

Com todo o respeito àquelas mulheres que queimaram seus sutiãs, que conseguiram direito ao voto, a trabalhar fora, a aprender a ler e escrever, a dirigir, participar de olimpíada e mais uma porção de coisas que as mulheres não podiam fazer, quero dizer que o Dia da Mulher não funciona muito bem, principalmente em dia de semana.
Hoje é segunda-feira, eu sou mulher e sabe o que aconteceu nesse meu dia? Nada de muito diferente das outras segundas-feiras.
Dona Maria é mulher, trabalha como dona de casa. Hoje, no Dia da Mulher, ela acordou cedo, recebeu parabéns do marido, dos filhos, uma ligação do pai e foi aproveitar que o tempo estava bom de manhã para estender as roupas no varal. Varreu a calçada, a casa, limpou o banheiro, pôs o lixo pra fora e simplesmente esqueceu que essa segunda-feira se tratava de um dia especial para ela, que suas antepassadas sofreram para que ela pudesse ter os direitos que tem agora.
Nem passou por sua cabeça que podia se dar o luxo de ir fazer a unha mais barato, porque a zona que a criançada deixou no fim de semana pra ela arrumar, justo hoje, já tinha tomado todo o tempo.
Eliza é mulher, trabalha como secretária de um cirurgião plástico. Hoje, no Dia da Mulher, ela acordou cedo, recebeu parabéns dos pais, do chefe e acabou o seu Dia da Mulher. O resto do dia passou marcando consulta para madames que não levantam a bunda do sofá e que aproveitaram o dia especial para chantagear o marido e conseguir que ele pagasse uma lipo aspiração.
Larissa é mulher, está desempregada. Hoje, no Dia da Mulher, ela acordou cedo, recebeu parabéns do marido, da filha, engoliu um pedaço de pão e saiu distribuir currículos pelas empresas e lojas da cidade, foi cantada pelo pedreiro da obra da esquina e, quando voltou pra casa, soube que ninguém tinha ligado afim de contratá-la.
O Dia da Mulher devia mesmo era ser feriado ou, no mínimo, os homens deveriam inventar uma dancinha para fazer nesse dia e animar as mulheres. Porque não adianta absolutamente nada existir um dia mal comemorado por todo o mundo. Já pensou um natal desse jeito?
Bem, como o dia está no fim e não há muito o que se fazer, só me resta desejar um feliz dia comum à todas as mulheres que não tiveram possibilidade de comemorar o tal do Dia da Mulher.

Nenhum comentário: